Lula chega a Pernambuco e visita hoje Garanhuns e Serra Talhada

Por Juliana Lima 

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) chegou ao Recife na noite desta terça-feira (19). Ele cumpre agenda nesta quarta (20) e quinta (21) em Pernambuco.

Hoje, Lula participará de ato público na cidade de Garanhuns, às 09h; às 14h ele fará uma visita à casa de Dona Lindu e em seguida  virá a Serra Talhada para mais um ato público, previsto para começar às 16h, na Estação do Forró.

Na quinta (21), o ex-presidente terá programação no Recife, onde irá se encontrar com representantes do setor cultural, almoçará na casa de Danilo Cabral e a partir das 17h discursará no no Classic Hall.

Ao desembarcar na capital pernambucana, Lula foi recebido por uma comitiva, composta pelo governador Paulo Câmara; o presidente estadual do  PT, Doriel Barros; o prefeito do Recife, João Campos; o senador Humberto Costa; os pré-candidatos integrantes da chapa majoritária da Frente Popular: Danilo Cabral (governador), Luciana Santos (vice), Teresa Leitão (Senado) e Silvio Costa (primeiro suplente), além dos deputados Silvio Costa Filho e João Paulo Costa.

Confira a agenda de Lula em Pernambuco:

Quarta-feira (20)

9h: Ato público em Garanhuns, na Arena 177
14h: Visita a casa de Dona Lindu
16h: Ato público em Serra Talhada, na Antiga Estação Ferroviária

Quinta-feira (21)

10h30: Evento com representantes do setor cultural
Almoço na casa de Danilo Cabral
17h: Ato público no Recife, no Classic Hall

Maior superlua do ano poderá ser vista na noite desta quarta

www.brasil247.com - (Foto: NASA)

Batizada de Lua dos Cervos, a superlua de julho, que também é a terceira do ano, é um dos principais eventos astronômicos deste mês

Metrópoles – A lua atingiu na manhã desta quarta-feira o seu ponto mais próximo da terra em 2022, uma distância de perigeu de 357.264 quilômetros, mas apenas horas depois é que a lua ficará oficialmente cheia.

A lua cheia ficará perceptível por até dois dias. Batizada de “Buck Moon”, ou Lua dos Cervos, pela cultura nativo-americana dos Estados Unidos, a lua cheia de julho, que também é a terceira superlua do ano, é um dos principais eventos astronômicos deste mês.

Uma Análise do show de Joao Gomes na Expoagro

João Gomes — Foto: João Gomes

João Gomes — Foto: João Gomes

O Show de Joao Gomes na Expoagro em Afogados da Ingazeira realizado na noite da quarta-feira,  o artista demonstrou um repertório bastante recheado, com músicas de vaqueijada, piseiro, forró, cantou músicas do limão com mel, Alceu Valença, além das músicas de sua autoria como tambem de compositores como as de Marquinhos da Serrinha que Joao Gomes em seus shows merecidamente faz questão de destacar, Joao Gomes  com a sua voz e o seu estilo próprio, interagiu com o público com mensagens positivas, chegou a descer do palco para chegar mais próximo dos seus fãs, fez um show que ficará registrado na história/acervo da expoagro, o show deste artista tem contado com a presença de um grande público,  destaque  tambem para os  músicos que compõe a sua equipe, o anuncio do mesmo foi feito pelo comunicador Nill Junior  juntamente com o Prefeito Sandrinho Palmeiras, que na ocasião agradeceu ao Governador Paulo Camara e ao Ex-Prefeito Jose Patriota e a Pedro Campos pelo apoio para realização da Expoagro.

Chama muita atenção a simplicidade do cantor João Gomes, quem assistiu o show entende mais  o porque deste artista Pernambucano alavancar o repertório nas plataformas de streaming de músicas. Valeu João Gomes continue com a sua simplicidade e sucessos.

Congresso derruba vetos e garante mais recursos para setor cultural

Com a presença em Plenário de artistas, empresários, produtores e secretários de Cultura, o Congresso Nacional derrubou, na noite desta terça-feira (5), os vetos do presidente Jair Bolsonaro à Lei Aldir Blanc 2 e à Lei Paulo Gustavo, ambas criadas para incentivar atividades culturais via estados e municípios.

A votação foi possível a partir de um acordo entre líderes partidários e governo, o que permitiu ainda a análise de quase toda a pauta do dia, que tinha 27 itens. Com a derrubada dos vetos, os textos serão agora promulgados pelo presidente do Congresso, Rodrigo Pacheco, tornando-se leis. Juntas, as duas proposições somam repasses iniciais de R$ 6,8 bilhões.

Lei Aldir Blanc 2 – O veto relativo à Lei Aldir Blanc 2 foi rejeitado por 414 deputados federais. Trinta e nove quiseram mantê-lo, mas foram derrotados. Houve ainda duas abstenções. No Senado, o placar foi unânime: 69 a 0.

A Política Nacional Aldir Blanc de Fomento à Cultura é uma homenagem ao compositor Aldir Blanc Mendes, que morreu em maio de 2020 em decorrência da covid-19. Ela foi aprovada no Senado em março deste ano e é resultado do PL 1.518/2021.

A iniciativa enumera 17 ações e atividades que podem ser financiadas. Entre elas, exposições, festivais, festas populares, feiras e espetáculos, prêmios, cursos, concessão de bolsas de estudo e realização de intercâmbio cultural.

O dinheiro também poderá ser usado para aquisição de obras de arte, preservação, organização, digitalização do patrimônio cultural, construção ou reforma de museus, bibliotecas, centros culturais e teatros, aquisição de imóveis tombados para instalação de equipamentos culturais e manutenção de companhias e orquestras.

Lei Paulo Gustavo – Já o veto presidencial sobre a Lei Paulo Gustavo foi derrubado por todos os 66 senadores que votaram. Na Câmara, ainda houve divergência: 356 a 36.

O texto autoriza repasse de cerca de R$ 3,86 bilhões em recursos federais a estados e municípios para fomento de atividades e produtos culturais, como forma de atenuar os efeitos econômicos e sociais da pandemia de covid-19. Do total a ser liberado pelo Poder Executivo, R$ 2,797 bilhões devem ir para o setor de audiovisual. O restante (R$ 1,065 bilhão) será repartido entre outras atividades culturais.

O nome do projeto homenageia o ator e humorista Paulo Gustavo, que morreu em maio de 2021, também vítima da covid-19. A verba prevista deve sair do superávit financeiro do Fundo Nacional de Cultura (FNC) e deverá ser operada diretamente por estados e municípios. As informações são da Agência Senado.

PT de Pernambuco pune infiéis que declararam apoio a Marília

O diretório estadual do PT em Pernambuco se reuniu para decidir sobre expulsão de filiados. São 11 dirigentes locais.

Segundo o Blog de Jamildo, estão sendo punidos os filiados que foram notificados por infidelidade partidária, ao anunciarem que votariam em Marília Arraes, mesmo depois de o partido ter fechado uma aliança com o PSB, para a eleição de Danilo Cabral, e Teresa Leitão para o Senado, pelo PT.

A decisão já havia sido tomada no começo de junho, em uma reunião sigilosa. Nela, o PT de Pernambuco decidiu que deveria expulsar os filiados que tem posto de direção e mandatos no partido, mas que declararam apoio a Marília Arraes, candidata do Solidariedade.

Demorou porque as medidas precisam passar por várias instâncias e depois de aberto um processo formal.

O PT tinha sido então pressionado duramente pelo PSB para tomar uma posição porque entende que a estratégia de Marília, de um palanque duplo, confunde os eleitores e impede o crescimento do socialista nas pesquisas.

Já o PSB prepara uma artilharia para quando a campanha começar, de modo a alvejar a neta de Arraes antes que alce voos mais altos. O PT no estado é presidido por Doriel Barros (foto).