Pesquisa no Google

 
bove=""

 

Rádio Web

Publicidade

Carlos Moura/SCO/STF: <p>fux</p>

Presidente do TSE, Luiz Fux, afirmou nesta quinta-feira que o colegiado deverá decidir se um juiz eleitoral poderá barrar o registro de um candidato enquadrado na Lei da Ficha Limpa mesmo sem provocação do Ministério Público ou de partidos e coligações; sem falar do caso de Lula, Fux disse que há duas correntes jurídicas sobre o assunto. Uma delas que é favorável aos poderes do juiz para impedir o registro da candidatura logo após a apresentação de pedido, e outra que considera que essa decisão só poderá ser tomada após provocação do MP ou de agremiações partidárias e coligações