Pesquisa no Google

 
bove=""

 

Rádio Web

Publicidade

:

Um levantamento com diversos juristas brasileiros sobre o julgamento do recurso do ex-presidente Lula no TRF4 em Porto Alegre, contra a sentença do juiz Sergio Moro sobre o triples do Guarujá, indica que há uma posição comum: não há provas para confirmar a condenação de 9 anos e meio de prisão; no geral, criminalistas, professores, advogados destacam que há falhas na sentença de Moro e ainda que a candidatura de Lula à presidência poderá ser registrada independentemente do resultado do julgamento