Pesquisa no Google

 
bove=""

 

Rádio Web

Publicidade

 

Antonio Cruz/Agência Brasil | Rodolfo Buhrer/Reuters

O ex-presidente da Petrobras, José Sergio Gabrielli, contesta, em nota, a carta do ex-ministro Antonio Palocci ao PT, em que ele pede sua desfiliação e aponta uma suposta reunião no Alvorada para tratar de propinas no caso das sondas para o pré-sal; "nunca tive qualquer reunião com o Presidente Lula e Presidenta Dilma para discutir atos de corrupção relativas as sondas para o Pre Sal brasileiro", diz Gabrielli; "há uma confusão de datas nas falsas alegações de Palocci, uma vez que a pretensa reunião mencionada pelo delator teria ocorrido em 2010, mas os contratos das sondas só efetivamente foram assinados em 2011"