Pesquisa no Google

 
bove=""

 

Rádio Web

CNB Telecom

Espetaria e Bar

Publicidade

A Frente Nacional dos Prefeitos anunciou também que não é mais necessário que cidades reservem suas segundas doses. Em reunião com Pazuello, também foi debatida a habilitação de novos leitos e a campanha nacional de vacinação

Professores em sala de aula

Professores em sala de aula (Foto: Agência Brasil)

 A Frente Nacional dos Prefeitos (FNP) anunciou que, após reunião com o ministro da Saúde, Eduardo Pazuello, cidades não precisam mais reservar a segunda dose da vacina e o cronograma para imunização dos professores deve ser antecipado. A expectativa é que a decisão deve ser tomada até março