Pesquisa no Google

 
bove=""

 

Rádio Web

Espetaria e Bar

Publicidade

Reprodução: <p>segurança extra</p>

O segurança Davi Amâncio, que matou Pedro Henrique Gonzaga dentro do Supermercado Extra, não poderia ocupar a função de vigilante; Davi já havia sido condenado a três meses de prisão por lesão corporal após agressão de uma ex-companheira; segundo relato da mulher, após uma discussão por ciúmes, ele a agrediu com vários socos no rosto na frente dos seus filhos; conforme a lei, a condenação de Davi o impede de trabalhar como vigilante

(com informações do Brasil 247)