Pesquisa no Google

 
bove=""

 

Rádio Web

Publicidade

 

Do G1/PE

O candidato do PT a presidente, Fernando Haddad, afirmou, hoje, que os bancos brasileiros fazem cartel e que vão ter que ser "enquadrados" para baixar os juros. Haddad falou no assunto em entrevista à Rádio Jornal, de Pernambuco, ao ser questionado sobre como pretende dialogar com o mercado financeiro caso seja eleito.

"Os bancos vão ter que ser enquadrados. Os juros que eles estão cobrando hoje não existem em nenhum lugar do mundo. Só para você ter uma ideia, os juros que os bancos estão cobrando no Brasil é quatro vezes maior do que a média internacional", afirmou.

O candidato disse que vai "enquadrar" os bancos usando o Banco Central (BC). Para Haddad o Banco Central tem que regular os juros que os bancos cobram do consumidor o que, segundo ele, o BC não tem feito.

"Nós vamos introduzir agora regras para que o Banco Central seja obrigado também, não só a regular a taxa de juros que o governo paga para os banqueiros, na dívida pública, mas os juros que o consumidor e o empresário pagam para o sistema bancário, sobretudo o sistema privado [...] Bancos vão ter que aceitar essa nova regulação. É uma regulação contra o cartel que os bancos formaram no Brasil", afirmou.

O candidato disse, ainda, que se eleito, vai negociar com os bancos a redução dos juros para que o "empreendedor possa abrir o seu negócio", para que "o consumidor possa fazer um crediário", e para que os devedores paguem suas dívidas com juros menores.