Pesquisa no Google

 
bove=""

 

Rádio Web

Publicidade

Ainda inerte nas pesquisas de intenção de votos, Geraldo Alckmin (PSDB) vai usar os últimos dias de propaganda eleitoral para fazer um chamado à racionalidade do eleitor que não quer nem PT nem PSL.

Não há, porém, muita gente que acredite em um milagre que possa levá-lo ao segundo turno.

Segundo o último Datafolha, 46% dos eleitores de Alckmin declaram voto em Haddad em um eventual segundo turno entre o petista e Bolsonaro.

O candidato do PSL fica com 31% dos eleitores que apoiam o tucano. (Folha Painel)