Pesquisa no Google

 
bove=""

 

Rádio Web

Publicidade

Marcelo Camargo/Agência Brasil: <p>Brasília - Ministro da Defesa, Raul Jungmann, após reunião com o presidente Temer no Palácio do Planalto, fala sobre operação do Exército ao cerco a criminosos na Rocinha, no Rio de Janeiro (Marcelo Camargo/Agência Brasil)</p>

O ministro da Segurança Pública, Raul Jungmann, concedeu a informação em consequência do ataque a facada sofrido pelo presidenciável Jair Bolsonaro (PSL); de acordo com o titular da pasta, atualmente 80 agentes da PF fazem a segurança de cinco presidenciáveis que solicitaram o serviço, previsto em resolução do TSE