Pesquisa no Google

 
bove=""

 

Rádio Web

Publicidade

 

 

Candidato ao Palácio do Campo das Princesas pelo PDT, PROS e Avante teve seu nome oficializado, juntamente com o de Isabella de Roldão para vice

Do Diario de Pernambuco

O nome de Maurício Rands (PROS) foi lançado ontem à noite como candidato a governador por uma coligação liderada por PDT, PROS e Avante. As articulações para a formação do grupo surgiram a partir dos últimos acontecimentos, com a retirada pelo PT da candidatura de Marília Arraes. 

A chapa majoritária terá a ex-vereadora do Recife Isabella de Roldão (PDT) como vice e Silvio Costa (Avante) em uma das duas vagas para o Senado. O segundo nome ainda depende de articulações entre os apoiadores da coligação para ser definido.  O grupo se apresenta como uma “terceira via” - uma alternativa à polarização das eleições no estado, que estará dividida entre o palanque do governador Paulo Câmara (PSB), que tenta a reeleição,  e do senador e candidato pelo PTB, Armando Monteiro Neto.  

“Este esforço que nós estamos fazendo é para promover uma alternativa  a Pernambuco, que estava diante de duas grandes rejeições”, disse Maurício, ao discursar à noite, na convenção do PROS.

Advogado, ex-deputado federal e atualmente exercendo o cargo de secretário da Organização dos Estados Americanos (OEA), em Washington, que vai deixar para disputar as eleições, Maurício disse que estava saindo de uma “zona de conforto” para incorporar-se a uma luta em busca da reconexão do cidadão com a política. “O desencanto com a política chegou ao fundo do poço, mas agora está renascendo a esperança das pessoas com uma nova forma de fazer política”.