Pesquisa no Google

 
bove=""

 

Rádio Web

Publicidade

REUTERS/Ueslei Marcelino: <p>O ex-presidente brasileiro Luiz Inacio Lula da Silva fala durante evento em Brasília, no Brasil 19/11/2017 REUTERS/Ueslei Marcelino</p>

A decisão da Segunda Turma do Supremo Tribunal Federal que tirou o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva das mãos de Sergio Moro no que diz respeito às delações da Odebrecht tem outra implicações a curto e médio prazo; alguns ministros entendem que o gesto abre um enorme precedente para que a defesa do ex-presidente recorra dotada de uma família nova de argumentos técnicos; no entendimento desses ministros, o TRF-4 também está na iminência de perder a exclusividade em julgar embargos da defesa