Pesquisa no Google

 
bove=""

 

Rádio Web

Publicidade

 

:

Governador do Maranhão criticou a conduta seletiva do procurador Deltan Dallagnol, que promete fazer um jejum na próxima quarta-feira (4), data que o Supremo Tribunal Federal (STF) irá julgar o Habeas Corpus preventivo do ex-presidente Lula; "Ministros do Supremo já deram várias liminares sobre condenados em 2ª instância. Nunca houve passeatas, protestos irados, farisaísmo. Nada. Aí fica estranho só fazerem quando o caso do ex-presidente Lula vai ser julgado", disse Dino pelo Twitter